quarta-feira, 25 de novembro de 2015

CARTA À REDAÇÃO - POR FERNANDO MONTEIRO DE OLIVEIRA



Acompanho desde o princípio  a confecção dos jornais triunfenses - desde quando ainda estudante em Recife e frequentava a Casa do Estudante de Pernambuco, no Derby, convivendo com a turma do tradicional apartamento 311 - e os jornais ainda eram impressos com ajuda de conterrâneos que residiam na Capital e faziam parte das cotas mensais destinadas comprar o  material necessário. Os mesmos ( A Verdade Escrita e Jornal da UTE) por algum tempo foram rodados no Diretório do Partido Democrático Brasileiro - PMDB ou na Federação dos Trabalhadores de Pernambuco - FETAPE. 

Existia desde aquela época ainda um receio da classe estudantil referente à Ditadura Militar e poucos ousavam participar dessa empreitada federal, determinada a desempenhar posição crítica a governantes por mudanças substanciais. No teor das matérias, havia significativas cobranças, entre elas o grande empenho para manter-se a arquitetura da cidade intacta. Embora alguns traços coloniais ainda estejam preservados, graças à luta incansável de vocês, que termina nem sendo reconhecida como deveria - muita coisa foi lamentavelmente destruída no casario do centro histórico.

Quando nas minhas leituras matinais diárias, observo tantas importantes postagens serem dirigidas de público aos representantes dos poderes constituídos locais ( Executivo, Legislativo e Judiciário) e passar depois a tomar conhecimento que não deram em nada, fico totalmente decepcionado com a tamanha ausência de compromisso e sensibilidade administrativa. Esperava ouvir sempre do gestor, que teve a dignidade de transformar essas excelentes sugestões em alternativas concretas para enfrentar e sanar os maiores problemas. Mas, parece que o culpado agora de tudo é a crise. 


Por: Fernando Monteiro de Oliveira

9 comentários:

  1. José Ricardo de Souza26 de novembro de 2015 08:34

    Na verdade são vocês uns desbravadores reconhecidos, mas sempre aparecerão oportunistas para se valerem das sugestões maravilhosas que apresentam, tentando levarem para eles a autoria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
  2. É portanto, absolutamente compreensível a impaciência da maioria da população diante dos desdobramentos dos fatos delituosos que surgem semanalmente nesse município, sendo imprevisível prever quando haverá o desfecho final.O último acontecimento foi mais um concurso público fraudado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
  3. TENHO ALEGRIA PELA DISPOSIÇÃO DE VOCÊS LUTAREM POR UM TRIUNFO MELHOR E CADA VEZ MAIS CONHECIDO DO POVO.UM TRABALHO INDEPENDENTE E CAPAZ DE RECONHECER TODOS SERVIÇOS PRESTADOS POR MEIO DAS ADMINISTAÇÕES

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
  4. Enquanto o homem não entender o quão é necessário o respeito ao meio ambiente, seremos as células cancerígenas que exterminarão a natureza. Enquanto não houver políticas públicas sérias para educar, principalmente aos políticos de que a natureza agoniza já há muitos anos e principalmente pela ganância desenfreada destes que só pensam em si mesmo e sequer pensam em seus sucessores. É egoísmo humano, é ganancia humana. O câncer da natureza é o homem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
  5. Carlos Alberto Barbosa1 de dezembro de 2015 20:38

    Recordo da atuação política do triunfense Carlos Ferraz desde ainda muito jovem, sempre reivindicava, brigava, desafiava autoridades de todos os escalões, desde que estivesse em pauta vantagens para o seu querido Triunfo. Atraiu vários órgãos nos governo Arraes, e Carlos Wilson por que tinha conhecimento que seu município necessitava avançar no modelo de progresso sustentável e nunca visando o assistencialismo sem critérios que procuravam fazer outros correligionários, inclusive da vizinha Santa Cruz da Baixa Verde. Foi um dos principais artífices da eletrificação rural e urbana de Triunfo, junto ao seu amigo, Clodoaldo Torres, ex-deputado, presidente da Assembléia Legislativa e Secretário de Minas e Energia. Além de outras muitas conquistas nas diferentes áreas de atuação do Estado de Pernambuco. Só isso seria o bastante para calar os críticos com visão estreita e obrigar a reflexões mais abrangentes, sobre quem tem realmente amor verdadeiro e relevantes serviços prestado a Triunfo.

    ResponderExcluir

Caro leitor, seja educado em seu comentário. O Blog Opinião reserva-se o direito de não publicar comentários de conteúdo difamatório e ofensivo, como também os que contenham palavras de baixo calão. Solicitamos a gentileza de colocarem o nome e sobrenome mesmo quando escolherem a opção anônimo. Pedimos respeito pela opinião alheia, mesmo que não concordemos com tudo que se diz.
Agradecemos a sua participação!

NOSSOS LEITORES PELO MUNDO!