terça-feira, 29 de março de 2016

CENÁRIO DE BAGAÇA... PODE MUDAR A QUALQUER MOMENTO - POR LUIZ SAUL



É difícil, mas vamos organizar a visão do cenário da bagaça.
Em primeiro lugar, o Planalto, a partir do desembarque do PMDB, anoiteceu com o lema “separar o joio do trigo”, valendo isso dizer a demissão dos ministros e demais comissionados que não se alinharem às ruínas. A questão imediata é saber quem é o joio e quem é o trigo. Mas, o Ministro Henrique Eduardo, do Turismo, rapidinho, entregou a sua carta de demissão, podendo o gesto representar a primeira pedra do dominó. 

Esse dominó não se refere apenas aos membros do PMDB ocupantes de cargos naquelas bandas, mas também a outros partidos políticos de tamanho médio, que, no processo de salve-se quem puder, seguirão inevitavelmente na direção da prancha do desembarque tal qual ratos em naufrágio. 

Para o enfrentamento das inexoráveis defecções voluntárias, ou não, o Palácio abriu o balcão de negócios para garantir a sua recomposição, e, mais que isso, comprar partidos nanicos e políticos do baixíssimo clero para o preenchimento das vagas e dar uma impressão ilusória de normalidade. É de avaliar que, se com os partidos de maior relevo a coisa vai tão mal, o que poderá acontecer com os nanicos a serem promovidos. Esse tipo de vazio político chega a lembrar a eleição do então deputado Severino Cavalcanti para a presidência da Câmara dos Deputados anos atrás, que deu no que deu.

Como sempre pode piorar, a OAB Ordem dos Advogados do Brasil resolveu acordar quase tardiamente, e entrou no jogo apresentando nova e mais consistente proposta de impeachment, que não será juntada àquela em curso, mas ficará na reserva do ódio e da estratégia do Eduardo Cunha para qualquer eventualidade.

Já o Lula, primeiro ministro ad hoc, e a dilma seguem na insensibilidade autista e conveniente de classificar a proposta de impeachment como golpe, ignorando as muitas manifestações dos ministros do STF que a afirmam constitucional. Daí que na linha plenipotenciária de comportamento, o Barba, mesmo sem estar formalmente investido em qualquer cargo da República, convocou a imprensa internacional para apresentar a sua versão sobre a crise, uma vez que a pupila não logrou, e foi contestada pelas diversas publicações lá de fora.

Com os trâmites sendo dados por findos, e na iminência da posse do Temer para um mandato que pode ser curto até 18, ou encurtado pela Lava Jato, parece que a turma da “legalidade” já começa a tratar do caso Eduardo Cunha, que também é do PMDB, e que, em tese, não poderá fragilizar o eventual governo Temer. Assim, estar-se-ia construindo um acordão consistente em garantir o seu mandato de deputado, com o consequente foro de exceção, desde que renuncie à presidência da Câmara. Bonito, não, Brasil?

Tem-se, então, no final das contas, que, pela primeira vez, o PMDB, que tem uma história notabilizada pela adesão ao governo, seja qual for esse governo, decide romper essa tradição, desta feita com justa razão, até porque sairá do governo para assumir o governo. Assim é fácil, pois não?

Novidade mesmo, só a manifestação do Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, que opinou pela normalidade da nomeação do Lula para a Casa Civil, mantendo, porém, as investigações sobre os seus procedimentos na República de Curitiba. 

Cenário da bagaça de agora, 10 horas do dia 29. Pode mudar a qualquer momento.



Por: Luiz Saul Pereira
        Brasília - DF

12 comentários:

  1. Semana decisiva para o governo do País. O PMDB, maior partido da base aliada, deve anunciar hoje saída do governo, engrossando coro pelo impeachment.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MARIA CARMO LACERDA29 de março de 2016 21:32

      NEM IMAGINO COMO SERIA SEM LIBERDADE DE EXPRESSÃO.

      Excluir
    2. Cristóvão Montalvão29 de março de 2016 21:37

      Pior que essa análise é extremamente lúcida. O PMDB, partido mais oportunista do nosso Brasil varonil, foi quem mais mamou nas tetas do governo. Agora vem dando uma de moca com esses peito mole...
      Kkkkk

      Excluir
    3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
  2. José Rivaldo da Silva29 de março de 2016 20:13

    E o STF pode julgar a nomeação ao ministério ao ministério de Lula, que tem como alternativa virar assessor especial da presidente Dilma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cristóvão Montalvão29 de março de 2016 21:39

      Mas tô com saudades do tempo que Tadeuzinho pintou "Carlos Ferraz -PMDB 15". Kkkk

      Excluir
  3. O DESTINO DE LULA ESTÁ EM JOGO. MINISTROS DO SUPREMO SE DEBRUÇAM SOBRE NOMEAÇÃO DO EX-PRESIDENTE AO CARGO DE MINISTRO.ALTERNATIVA SERIA O PILANTRA VIRAR ASSESSOR ESPECIAL. QUE PAÍS É ESSE? O CRÁPULA DEVERIA ESTAR ERA ASSUMINDO A CADEIA PELOS CRIMES COMETIDOS E O CALOTE NO POVO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Edson Nogueira Silva29 de março de 2016 23:57

      O destino da quadrilha do PT é o presídio de segurança máxima. Não me venham por favor quer mudar o foco da questão, apontando os políticos anteriores que não foram pegos com a boca na botija, embora tenham aprontado em muito menor grau, como responsável por essa situação que o Brasil se encontra. Lugar de ladrão é na prisão seja de qual partido for.

      Excluir
  4. Humberto Freire de Melo29 de março de 2016 21:05

    Resistiam ao rompimento Renan Calheiros e o PMDB do Rio, que, após encontro com Michel Temer, decidiu aderir ao desembarque como pá de cal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PAULO.
      QUANTA HIPOCRISIA E SAFADEZA VIVE ESSE brasil, O PMDB o partido mais corrupto do país, foi o primeiro partido a assumir a presidência do Brasil depois da ditadura com o Governo Sarney, quem nao se lembra do governo mais corrupto da história desse país safado, Sarney achando pouco 4 anos de puro roubo, ainda comprou os deputados e ganhou mais um ano de presente, com o apóio da rede Globo que nunca fez uma única denuncia de corrupção nessa época... depois dessa época o PMDB fez parte de todos os outros governos , sempre promovendo a corrupção e se dando bem. Hoje o PMDB tem o predidente do congresso e presidente do senado ambos envolvido nas mais pura corrupção e são tratados como cidadoes de bem. Logo teremos os 3 homens de bem do PMDB governando o país. CUNHA, RENAN E TEMER (OS 3 metralhas)esse é um país de imbecies.

      Excluir
    2. Não esqueça de citar o PT,partido dos trambiqueiros,PR o partido da roubalheira,PP partido dos pilantras.

      Excluir
  5. Cristóvão Montalvão29 de março de 2016 21:36

    O PMDB tá fazendo o mesmo papel dos ratos: os primeiros a abandonar o navio afundando. Mal sabem eles que também estão no mar.

    ResponderExcluir

Caro leitor, seja educado em seu comentário. O Blog Opinião reserva-se o direito de não publicar comentários de conteúdo difamatório e ofensivo, como também os que contenham palavras de baixo calão. Solicitamos a gentileza de colocarem o nome e sobrenome mesmo quando escolherem a opção anônimo. Pedimos respeito pela opinião alheia, mesmo que não concordemos com tudo que se diz.
Agradecemos a sua participação!

NOSSOS LEITORES PELO MUNDO!