domingo, 31 de julho de 2016

AUSÊNCIA DE CICLOVIAS EM TRIUNFO PREOCUPA - POR CARLOS FERRAZ












É preocupante a falta de inclusão da bicicleta na malha viária urbana triunfense, devido representar vários riscos.Triunfo no passado era uma localidade que apresentava grande fluxo diário das agora chamadas "bike", aumentando nos períodos feriados e domingos, onde famílias inteiras passeavam tranquilas ao redor do Lago João Barbosa, Avenida Guanabara, ouvindo músicas variadas da discoteca do Cine Teatro Guarany, oferecidas pelos DJS da época "Antonio de Bino" e "Bau de Samara".

Infelizmente na atualidade, por mais que seja reivindicado pela população e repassado pelos informativos, o executivo municipal não dá a menor importância à implantação de ciclofaixas ou ciclovias, contrariando o enorme quantitativo da prática no Brasil e Exterior e acaba promovendo disputa com pedestres e veículos, gerando vez por outra acidentes e reclamações de quem utiliza o meio de transporte não apenas para o lazer, mas também para diminuir as passadas e o peso no bolso com aluguel de mototáxis.

Tem-se insistido que o investimento nesse tipo de infraestrutura é considerado baixo, sendo possível fazer muito com pouco orçamento.No entanto, a questão continua sendo deixada em terceiro plano pelos gestores que não possuem visão administrativa, sentimento nativista e terminam travando os necessários avanços. Resultado, quem utiliza a "magricela" de duas rodas para deslocamento,principalmente na Avenida Getúlio Vargas e Rua Manoel Pereira Lima, não possuem vias exclusivas nem aos domingos e feriados.

Apesar da grande demanda no mundo, o segmento ciclista não é valorizado na cidade turística que deveria oferecer esse espaço aos moradores, visitantes e turistas, como ideal opção de diversão. Porém, a justificativa esfarrapada de sempre é falta de recursos e projetos. Deve-se o quanto antes mudar a realidade do ciclismo na cidade, ao menos oferecendo faixa móvel nos finais de semana e feriados. Basta o material  exigido e a participação da guarda municipal para disciplinar os trechos mais centralizados.

Podem ser apontados alguns setores, que  recebendo simples adequações  da prefeitura, através dos respectivos órgãos, podem oferecer  muito bem a desejada circulação a passeio. em duas rodas: Avenida Pompílio Wanderley ( Estação Teleférico - Academia da Cidade) - Bairro da Guanabara; Avenida Marçal Maia (Companhia da PMPE - Escola Alfredo de Carvalho) -  Bairro da  Liberdade ;  Rua José Lopes Tomás - Rua Alberto Cortes de Alencar - Odelmar Pedrosa da Silva)- Bairro Rosário, agradando adultos e crianças.




Por: Carlos Ferraz
           Editor/ Triunfo - PE

4 comentários:

  1. Um dos pontos fundamentais do plano de Governo do Partido Verde em Triunfo é a construção de ciclovias para que além de que seja praticado tal esporte, possa também facilitar a vida na condição de mobilidade urbana que hoje tem um fluxo exagerado de veículos que andam sem ordenamento. Além das ciclovias e ciclofaixas, as rampas que dão acesso aos idosos e deficientes precisam estar em todos os lugares assim como nas calçadas obstruídas que encontramos e que além de fazer com que o pedestre ande pelas vias de acesso a carros, fiquem desprotegidos pela ocupação das calçadas. Além de oferecer melhor condição física e lazer, também despolui o ar do transito, tendo em vista que o tráfego intenso que ocorre e com a devastação das matas no entorno da cidade, o que já é perceptível, deixará a cidade ainda mais limpa e com mais segurança.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
  2. Francisco A. Rodrigues29 de julho de 2016 20:24

    Nessa administração desastrada e repleta de assistencialismo que está aí não existe a menor possibilidade dessas ótima ideias serem acatadas.

    ResponderExcluir
  3. O ciclismo em Triunfo não tem vez não, é diferente dos outros lugares.

    ResponderExcluir

Caro leitor, seja educado em seu comentário. O Blog Opinião reserva-se o direito de não publicar comentários de conteúdo difamatório e ofensivo, como também os que contenham palavras de baixo calão. Solicitamos a gentileza de colocarem o nome e sobrenome mesmo quando escolherem a opção anônimo. Pedimos respeito pela opinião alheia, mesmo que não concordemos com tudo que se diz.
Agradecemos a sua participação!

NOSSOS LEITORES PELO MUNDO!