segunda-feira, 4 de julho de 2016

CARTA À REDAÇÃO - POR WILLIAMS TERTO




A intolerância acerca do que bem diz o nobre editor,quanto a matéria qui publicada, nada mais é, que uma das maiores vergonhas que uma cidade como Triunfo tem. É público e notório que a compra de votos com migalhas como até já ouvimos em algumas entrevistas recentes na Rádio Triunfo FM, e que existem visitas aos Sítios e Distritos onde se ouviu claramente as reuniões com cachaças, bode assado e tudo isso com o escopo de angariar votos.

No pleito passado, na calada da noite que antecedia as eleições, foi preciso ficar atento e fiscalizar tais rufiões irem de casa em casa de candidatos da situação a distribuírem dinheiro vivo para compra de votos. Ainda não bastasse isso, no dia da eleição, verdadeiros corredores com candidatos nas ruas a intimidarem os eleitores e a comprarem votos. Espero que o Ministério Público Eleitoral dê um basta nesta pouca vergonha que acontece no município.

Quanto as possíveis obras que o gestor deveria fazer em tão pouco tempo, antes de deixar o executivo, observo que a máquina pública sempre foi e ainda será o ponto principal para buscar a eleição do indicado por ele. Usarão de todos os métodos escusos para continuarem no poder para continuarem com o domínio. Não tenho dúvidas de que se um ou  outro que não esteja do lado da situação, que assuma o executivo e faça uma devassa nas contas da prefeitura, encontrará um rombo inestimável.

Prova disso já foi demonstrado quando no portal da transparência, durante o período de 2012 à junho de 2016, foi recebido pelo município o valor de R$ 93.000.000,00 (noventa e três milhões) de reais afora quase R$ 3.000,000,00 (três milhões em convênio) para outras obras. O que se viu de concreto com tão volumosa quantia dentro do município em termos de melhoramento?

Querer subestimar a inteligência ou o discernimento das pessoas é ainda mais grave. Existe tal portal além do Portal do Tome Conta onde podemos ver quanto e a quem foi pago tantos recursos. Ainda em relação a isso, o falecido Lucimar Feitosa que foi abruptamente assassinado, requereu do executivo o nome dos funcionários efetivos, comissionados e contratados. A grande surpresa foi a resposta do gestor quando afirmou que não existiam pessoas contratadas o que distorce completamente aquilo que o Tribunal de Contas demonstra. Muita gente contratada, gente aposentada desde o ano de 2008 que aparecia como se estivesse gozando Licença Prêmio.

Houve, contudo, a denúncia ao MP que mandou que o executivo explicasse e num arroubo de irresponsabilidade, o gestor da cidade saiu a distribuir cópias da denúncia a várias pessoas o que para mim é um ato de incitar à violência. Triunfo precisa de moralização. É imoral que se tenha um pré candidato que é apoiado pelo gestor atual ser o responsável em fazer a prestação de contas de anos e anos onde sabemos que o próprio pré candidato já andou por vários caminhos, ou seja, apoiou o pai do gestor, apoiou o Eduardo Melo, o gestor em seu primeiro mandato e já estava contra o Eduardo Melo, foi para o lado do Dr. Maninho que disputou com Eduardo Melo e assim já deixou o Eduardo Melo, voltou a apoiar o gestor atual em disputa com o Dr. Maninho e foi o principal responsável por entregar ao Dr. Maninho provas acerca de fraudes em licitações em que existe o processo em segredo de justiça o que não se entende até hoje.

Moralização já! O município precisa crescer e não retroceder como tem ocorrido durante anos de poder deste grupo elitista que vira as costas para o povo.






Por: Williams Terto Carneiro
        Advogado e Presidente do PV em Triunfo - PE

Um comentário:

  1. Geraldo Ferreira4 de julho de 2016 23:28

    tem bagagem e coragem de sobra para denunciar as falcatruas ocorridas no município e merecia receber melhor tratamento do seu próprio campo político

    ResponderExcluir

Caro leitor, seja educado em seu comentário. O Blog Opinião reserva-se o direito de não publicar comentários de conteúdo difamatório e ofensivo, como também os que contenham palavras de baixo calão. Solicitamos a gentileza de colocarem o nome e sobrenome mesmo quando escolherem a opção anônimo. Pedimos respeito pela opinião alheia, mesmo que não concordemos com tudo que se diz.
Agradecemos a sua participação!

NOSSOS LEITORES PELO MUNDO!