terça-feira, 31 de janeiro de 2017

ARQUIVO PÚBLICO PODE RESGATAR VALOROSOS TRIUNFENSES - POR CARLOS FERRAZ




Tem-se durante longos anos procurado insistir com os administradores do município, no sentido de desenvolver um amplo programa voltado para a conservação dos bens culturais e a preservação da memória social e histórica de Triunfo, promovendo-se o estudo, a pesquisa e a compreensão das referências básicas da cultura local, com vistas à proteção e restauração do patrimônio, histórico e paisagístico da cidade, além da trajetória de vida dos seus principais habitantes, nos mais diferentes segmentos, instalando o sonhado Arquivo Público de Triunfo, onde pudessem ser recolhidos mais minuciosamente que no Museu da Cidade, relíquias pessoais de personalidades triunfenses nas diversas épocas, valorizando passagens dos artistas e manifestações populares, sendo também abertos aos visitantes e turistas.

Todo esse aparato inclusive, teria importante papel nos educandários da rede particular e privada, com visitações periódicas para elaboração de trabalhos onde fosse possível identificar que realmente teve atuação decisiva  e colaborativa para soerguimento do município e distritos ( Vila de Canaã e  Vila de Jericó) desde os primórdios anos de existência, deixando assim de valorizar quem nunca fez nada de marcante e passou a figurar  como bastante importante no cenário ilusório através de denominações em setores públicos como:  artérias, escolas, repartições,, galerias, etc.  Precisa-se destacar elementos nativos ou transitórios que no território participaram da literatura, das artes, já falecidas que nunca tiveram reconhecimento ou que seus nomes foram subtraídos em detrimentos de outros menos significativos na comunidade.

MOSTRA DE ALGUNS ARQUIVOS POR ÁREA TEMÁTICA:























Por: Carlos Ferraz 
        Editor/ TRIUNFO - PE

13 comentários:

  1. Muito oportuna sugestão, já que a biblioteca está atualmente sem qualquer serventia, não se sabe por escassez de verbas ou desinteresse.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antonio Marcos Florentino23 de janeiro de 2017 12:28

      É motivo de aplausos essa ideia, pois tem o intuito de manter a memória triunfense intacta, longe de tentáculos dilapidadores do município, que muitas peças desviaram do inseguro museu.

      Excluir
    2. Carlos Alberto Oliveira23 de janeiro de 2017 17:41

      Seria um resgate de grande parte da nossa história perdida no tempo. Mas, o pessoal infelizmente não valoriza e nem reconhece isso como uma ação necessária.

      Excluir
    3. Osvaldo Luiz Alves24 de janeiro de 2017 00:35

      gostaria de saber onde Ferraz arranja tanta coisa assim para publicar no seu jornal todos os dias, um arquivo sensacional

      Excluir
  2. Francisco A. Rodrigues23 de janeiro de 2017 10:57

    Sabendo disto, engana-se quem imaginar que o pequeno museu existente opere de maneira satisfatória, já que abrigava peças de valor inquestionável que desapareceram com as mudanças de gestões.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Evaldo Pereira de Souza23 de janeiro de 2017 12:35

      Se faz necessário ficar ciente da importância do acervo acolhido ao longo dos anos do museu, pouco importa o estado de conservação.

      Excluir
  3. Fundado com o intuito de preservar a identidade e cultura locais o museu, apesar de total descaso dos governos anteriores, continua funcionando graças à determinação de algum funcionários que ainda procurar zelar e não deixam levar as peças expostas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cada vez surpreende-me o ilustre conterrâneo Carlos Ferraz que dentro de extrema sensibilidade, tem apontado para as administrações públicas o que há mais de significativo em termos de infraestrutura turística e promocional . Parabéns!

      Excluir
  4. ESSES DOCUMENTOS DEVERIAM SER DEVIDAMENTE CLASSIFICADOS , ASSIM MUITOS VOLUNTÁRIOS CEDERIAM ARQUIVOS PARTICULARES, DESDE EXISTA A GARANTIA DE PRESERVAÇÃO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seria uma grande providência para a sociedade de Triunfo que pouco ou quase nada sabe dos acontecimentos passados por ausência de documentos relacionados.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
  5. Maria da Glória Menezes23 de janeiro de 2017 12:39

    Muito importante essa proposta de reencontro de Triunfo com o passado

    ResponderExcluir
  6. A primeira providência seria a de catalogar peça por peça existente: descrição, origem e data da entrada. A segunda providência é inscrever o museu numa instituição federal especializada. Se essas providências forem tomadas, ai sim vai aparecer treinamentos para o pessoal e fiscalização para o acervo. Pessoas mais preparadas no assunto, nem reconhecem a coleção de objetos expostos como museu, embora reconheçam a boa vontade das pessoas comprometidas.

    ResponderExcluir

Caro leitor, seja educado em seu comentário. O Blog Opinião reserva-se o direito de não publicar comentários de conteúdo difamatório e ofensivo, como também os que contenham palavras de baixo calão. Solicitamos a gentileza de colocarem o nome e sobrenome mesmo quando escolherem a opção anônimo. Pedimos respeito pela opinião alheia, mesmo que não concordemos com tudo que se diz.
Agradecemos a sua participação!

NOSSOS LEITORES PELO MUNDO!