segunda-feira, 20 de março de 2017

POR QUE OS PETISTAS NÃO CONSEGUEM ENXERGAR - ALEXANDRE MATTOS



Queridos amigos, 
A opinião do psiquiatra e Professor da USP, Guilherme Spadinni, que já compartilhei com vocês, é a mesma de outros amigos meus que também são expoentes da psiquiatria e da área da saúde mental. A psicologia moral de Jonathan Haidt nos explica bem a construção dos argumentos que visam justificar as entranhas emocionais de um petista. Este funcionamento psíquico da mente de um indivíduo que passou grande parte da sua vida envolvido com determinada ideologia e acreditando em famosas personagens públicas do país, jamais permitirá que a razão prevaleça sobre os seus corações. Nenhuma verdade dos fatos, nenhum conjunto probatório, conseguirá fazer com que a razão penetre a couraça de um coração petista. A imensa maioria destes militantes e simpatizantes do Luiz Inácio não são desonestos, nem a favor da corrupção. Eles também, assim como nós, querem um país melhor para viver. A questão é que não estão conseguindo e pouquíssimos conseguirão se libertar das forças das suas próprias entranhas psíquicas, e sempre tentarão montar um argumento para justificar sua emoção. A flexibilidade mental para vencer o paradoxal intrínseco destas pessoas tem que ser hercúlea, poucos petistas conseguirão se libertar de si mesmos, não porque são corruptos, não porque são desonestos, mas porque são humanos, e como tal, têm limitações.




Por: Dr. Alexandre de Mattos/
Médico - CRM - 13.185/PE

5 comentários:

  1. porque cresce a corrupção no Brasil? A razão é a impunidade. Mas a situação está mudando. Vemos "figurões" sentindo o braço pesado da Justiça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cleanto Martins Tangará25 de março de 2017 15:50

      SABEMOS DISSO A MUITO TEMPO, AGORA GOSTARIA D SABER E QUE FALTA PRA BOTAR ESSA PESTE NA CADEIA?

      Excluir
  2. Maria do Carmo Vasconcelos24 de março de 2017 00:28

    Como pode alguém dizer que a Lava Jato comete abusos em nome da corrupção? E os abusos cometidos contra o povo, contra o País, por aqueles que protagonizaram a corrupção endêmica instalada no Brasil e que trouxe sérias consequências para a população em geral, que paga essa conta gigantesca?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fora LULA, fora DILMA, fora PT. Todos que sejam queimados nos QUINTOS DO INFERNO.

      Excluir
  3. Lucilo Correia de Araújo25 de março de 2017 15:44

    Belíssimo comentário sobre a "impregnação" de dogmas na essência cerebral, pelo Prof.Professor da USP, Guilherme Spadinni, e reportado pelo colega médico- Dr. Alexandre Mattos. Ouso acrescentar um viés histórico ao comentário psíquico-psiquiátrico: os agentes políticos brasileiros envolvidos (militantes do ex-partido banido do poder) foram impregnados gradativamente no correr dos anos de um ideologísmo doutrinário irracional, não percebendo que a consciência política universal sempre progride independente dos ensinamentos doutrinários ou da nossa vontade política. Isto ocorreu com uma grande parte dos jovens idealistas dos anos 60/70, os quais (como eu) foram praticamente obrigados a ler, aceitar e praticar os fundamentos, e tentar entender os escritos, já na época - ultrapassados, do escritor prussiano-alemão Karl Marx, no seu famoso livro "O Capital", publicado em 03 volumes no Século XIX (1867). Morrendo Lenin, surgiu Joseph Stalin e depois Gorbachev, com a desestruturação completa do estalinismo, em 1991. A evolução tecnológica, social e econômica mundial, inclusive do capitalismo, mudou o teatro da vida dos povos , com o surgimento do computador, da globalização e agora, do WZP, associados ao reviver do Nacionalismo e do Patriotismo. Assim, os dogmáticos seguidores de Marx ficaram ultrapassados no espaço e no tempo, fato que os tupiniquins nacionais não entendem até hoje, nos seus "delírios alucinatórios". (LCA)

    ResponderExcluir

Caro leitor, seja educado em seu comentário. O Blog Opinião reserva-se o direito de não publicar comentários de conteúdo difamatório e ofensivo, como também os que contenham palavras de baixo calão. Solicitamos a gentileza de colocarem o nome e sobrenome mesmo quando escolherem a opção anônimo. Pedimos respeito pela opinião alheia, mesmo que não concordemos com tudo que se diz.
Agradecemos a sua participação!

NOSSOS LEITORES PELO MUNDO!