quarta-feira, 31 de maio de 2017

CALÇADAS LIVRES PARA PEDESTRES - POR CARLOS FERRAZ





Embora  às vezes chegue a incomodar bastante alguns elementos invejosos desse território sertanejo que não possuem ideias próprias e se furtam oferecer sugestões idealistas e  propostas equilibradas aos diversos gestores,  visando conquista mais ampla e abrangente das melhorias fundamentais  dessa querida cidade turística denominada "Oásis do Sertão", comentando na surdina  desejar a nossa equipe independente, determinada, idealista  ser a proprietária de todas e quaisquer ideias surgidas  na cidade. O conteúdo da afirmação demostra simples despeito, porque todos os triunfense são conhecedores da luta verdadeira empenhada ao longo dos anos por um Triunfo melhor,  sem por isso demonstrar outro interesse.

Tem-se religiosamente de maneira propositiva continuado a observar, pesquisar e remeter ao pode público local desde o princípio de 1979 ou através de informativos disponíveis na mídia ( jornais estudantis e comerciais) , tribuna da Câmara de Vereadores, contatos pessoais e  programas diversos de rádios ( na região e capital) na tentativa de retomar o antigo projeto elaborado,  que consiste na denominação "Livre Passagem", visando retirar os vários obstáculos espalhados nos passeios da cidade.Para que isso aconteça, será preciso conscientização, empenho, transparência e disposição, tanto da administração municipal, quanto da população local.É necessário controle urbano para liberar as calçadas aos pedestre, inclusive em relação a garagens improvisadas.às margens das calçadas.

Devem ser removidos amparados pela legislação regulamentar vigente,  pneus novos e usados, ,material de construção, placas de propagandas, cavaletes, grades de ferro, mesas e cadeiras, carcaças de veículos, coberturas de lona, fiteiros de madeira, sacos de cereais, telhas e tijolos, bancas de roupas, calçados, discos e objetos outros.Segundo opinião dos transeuntes, moradores, visitantes e turistas, a Prefeitura deve mesmo retirar essas coisas; porque não se consegue transitar com a devida facilidade,  terminando andando na pista igual aos veículos  e se reclamar é ruim, porque estão todos mal-acostumados e sem receber qualquer orientação ou penalidade, fator muito típico da omissão gestora em  cidades interioranas, para não desperdiçarem votos...





Ediçao Carlos Ferraz
             TRIUNFO - PE

7 comentários:

  1. Na verdade essa matéria publicada é merecedora de calorosos aplausos por sua relativa preocupação com a mobilidade da cidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Considero um entre os acontecimentos gravíssimos essa desordem no trânsito e na feira livre.

      Excluir
  2. Não sei qual a razão dos administradores dessa cidade não acompanharem políticas eficazes como essa sugerida por Carlos Ferraz.

    ResponderExcluir
  3. JANE ALBUQUERQUE22 de maio de 2017 07:03

    ATÉ QUANDO A PREFEITURA DE TRIUNFO VAI FAZER VISTA GROSSA EM RELAÇÃO A ESSE ABUSO?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
  4. Outro dia presenciei um idoso quase ser atropelado.

    ResponderExcluir
  5. É um fato sem explicação convincente esse negócio de ocuparem as calçadas da cidade forçando as pessoas circularem pelo o canto dos meios fios das ruas.

    ResponderExcluir

Caro leitor, seja educado em seu comentário. O Blog Opinião reserva-se o direito de não publicar comentários de conteúdo difamatório e ofensivo, como também os que contenham palavras de baixo calão. Solicitamos a gentileza de colocarem o nome e sobrenome mesmo quando escolherem a opção anônimo. Pedimos respeito pela opinião alheia, mesmo que não concordemos com tudo que se diz.
Agradecemos a sua participação!

NOSSOS LEITORES PELO MUNDO!