quinta-feira, 30 de junho de 2016

DESMATAMENTO CONTINUA ACONTECENDO EM TRIUNFO - POR CARLOS FERRAZ








No último levantamento superficial realizado por  ambientalistas triunfenses na suas espontâneas pesquisas durante o princípio do ano, foi detectado por visualização pessoal e registros fotográficos que o desmatamento no Município de Triunfo tem aumentado substancialmente nos últimos tempos sem que exista qualquer intervenção da atual administração e sua  equipe gestora. 

Apesar dos alertas feitos de alteração da cobertura vegetal na área  urbana periférica e zona rural. Embora exista elevada quantidade de funcionários efetivos e temporários cargos comissionados e terceirizados, sem desempenhar qualquer serviço que justifique o pagamento mensal efetuado com recursos  públicos, advindos dos impostos do contribuinte, porque quadro destinado à específica fiscalização inexiste.,

De acordo com denúncias frequentes de habitantes e leitores, esses fatores da maior importância  deveriam ser prioritários, porém, infelizmente não vem sendo observados pelo Governo Municipal,  parecendo evitar exercer de propósito a função comparativa e fiscalizadora relacionada à degradação visível do meio ambiente na área verde que pouco resta, principalmente no entorno da cidade.

Tem sido grande o número de acusações relativas a árvores derrubadas sem autorização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente ( IBAMA), representado pela  Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente (SAMA), no território local. Levando-se em conta a reduzida delimitação correspondente a divisas circunvizinhas, equivale a tamanho bastante significativo.






Por: Carlos Ferraz
        Editor/ Triunfo - PE

4 comentários:

  1. 0000163-72.2016.8.17.1520
    Orgão Julgador:
    Vara Única da Comarca de Triunfo
    Classe CNJ:
    Ação Civil Pública
    Assunto(s) CNJ:
    Unidade de Conservação da Natureza;
    Partes
    Exibindo todas as partes
    Autor: DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE PERNAMBUCO
    Réu: ESTADO
    Réu: AGENCIA ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE E RECURSOS HIDRICOS - CPRH
    Réu: Municipio Triunfo

    Por isso mesmo o Ministério Público ingressou com a ação acima para coibir estas práticas não somente de desmatamento mas também de assoreamento de nascentes, riachos, lixão que ainda não foi desativado, poluição do Lago João Barbosa Sitônio. A vergonha desta administração pautada em escândalos e em ações civis públicas já é uma constante. O povo de Triunfo precisa acordar e dizer não a todo tipo de violência inclusive à natureza!

    ResponderExcluir
  2. Caro conterrâneo, Carlos Ferraz, até concordo com o que diz nesta matéria.Para ser sincero, não sou contra o avanço da urbanização da região de Triunfo, como falei em outra matéria, com novas avenidas, casas, ruas praças e quadras de esportes, o que é exigido pelo governo federal. O que precisa hoje em dias, é planejamento, arquitetura e depois entra a engenharia.
    Veja em volta do Sesc,como nós conhecemos desde criança, esses terrenos que eram de Lídia Feitosa e irmãos( primos de minha mãe)para oeste era o sítio água branca herança de minha mãe, que ficou para uma irmã, a qual vendeu, até hoje não entendo porque a vegetação aí e outras partes são rasteiras ( capoeira que são finas e pequenas ) sem crescimento.
    O Sesc deveria idealizar um projeto de reflorestamento, com árvores nativas e outras, pois o clima e a terra de Triunfo são favoráveis.

    ResponderExcluir
  3. Comentário acima às 18,10hs, enviado por Romeu Timóteo...!!

    ResponderExcluir
  4. Carlos Alberto Silva16 de junho de 2016 20:30

    Eu também sou de Triunfo estou morando muito longe mas acompanho o dia a dia da cidade através do Carlos Ferraz amigo daqui de São Paulo o meu abraço para todos da terrinha boa noite

    ResponderExcluir

Caro leitor, seja educado em seu comentário. O Blog Opinião reserva-se o direito de não publicar comentários de conteúdo difamatório e ofensivo, como também os que contenham palavras de baixo calão. Solicitamos a gentileza de colocarem o nome e sobrenome mesmo quando escolherem a opção anônimo. Pedimos respeito pela opinião alheia, mesmo que não concordemos com tudo que se diz.
Agradecemos a sua participação!

NOSSOS LEITORES PELO MUNDO!